São Bernardo – Principais Informações

Você já assistiu aquele filme famosissímo denominado “Beethoven”, lançado nos anos 90??! Para aquele que não conhece, é uma obra cinematográfica sobre um encantador cão denominado Beethoven que pertence à raça São Bernardo. Graças ao filme, a fama desta espécie cresceu significativamente e ganhou a admiração de muitas pessoas em todo o mundo!
Barry foi o cão que mais se sobressaiu no que tange aos cachorros de resgates. Ele foi ensinado por monges, assim como vários outros exemplares da raça “São Bernardo”. Barry, que resgatou 40 pessoas ao longo de sua vida, teve seu corpo enchido por palhas, em um método denominado “Taxidermia”, e inclusive foi exibido no Museu de História Natural de Berna, na Suiça.
Sempre quando nos vem à mente o São Bernardo, nos vem à cabeça a figura deles usando uma caixa minúsculo presa no seu pescoço, que é um kit de resgate. Embora, isso é um mito: eles jamais usaram esta caixinha em seus pescoços!Normalmente, o resgaste era feito em agrupamento de até 4 cachorros, onde cada um tinha uma função programada – dois cachorros estiravam-se do lado da vítima para esquentá-la, outro lambia a face da pessoa ferida para reanimá-la e um último trazia socorro Um completo trabalho de equipe!

Origem e História do São Bernardo

Originado dos Alpes Suiços, o São Bernardo é um cão que provém propriamente dos remotos Molossos de Roma e possui atributos, mesmo que hoje sejam bastante modificados, dos cães Dogue Alemão, o Bloodhound e o Mastiff. Existia um local onde, forçosamente, os viajantes repousavam, nomeado “Hospice du Grand St. Bernard”, este era um minúsculo mosteiro de onde apareceu a nomenclatura da raça que hoje compreendemos.
Primeiramente, foi usado para ajudar no guiamento de carroças e também como cão de estimação e de acompanhamento, contudo sua imensa aptidão era em socorrer itinerantes perdidos, supõem-se que esse cachorro salvou mais de 2.000 vidas em cerca de 300 anos de trabalho como cão de resgate.
Segundo estudiosos, foi apenas no século XVIII, que essa espécie foi usada em resgates, por outro lado há registros que a sua aceitação aconteceu no ano de 1660! Ele não só via as vítimas em perigo, como também obtinha o socorro médico e além de tudo ficava ao lado das vítimas dando suporte e aquecendo-as.

Características Físicas do São Bernardo

caracteristicas-sao-bernardo O São Bernardo é um cão excessivamente forte, de estrutura muscular muito desenvolvida e resistente. Por razão disso, ele é muito resistente ao frio e a condições desfavoráveis. Seu porte físico tem a capacidade de chegar até 90 quilos em se tratando dos machos de pelagem comprida – há duas variedades de São Bernardo, os de vasto pelo e os de curto. A altura mínima desta raça é de setenta centímetros na cernelha para machos e sessenta e cinco centímetros para fêmeas, sendo capaz de atingir a no máximo 90 cm em sua altura completa.
Suas orelhas inclusive são extremamente marcantes – elas são mais grandes que as de diversos cachorros por aí e apresentam um formato triangulado!
Sua pelagem é densa e macia, tendo a cor mais frequente o branco, com um manto ferrugem na extensão das costas e marcas pretas em seu focinho – comumente nos olhos e orelhas. Você pode ser capaz de localizar São Bernardos nas variações de vermelho e branco e também castanho. Há, ainda, o intitulado “colar”: uma coloração muito clara ou bastante escura em torno de seu pescoço.

Temperamento do São Bernardo

guia-sao-bernardo O São Bernardo é um cão fiel, dócil, afável e bastante manso com os seres humanos! Tais particularidades são oriundas de sua formação original como cachorro de resgate. Ele é bastante amável até mesmo com desconhecidos! Ele é muito companheiro da família, podendo até ser muito possessivo ainda.
Não que sua marca principal seja as recreações, porém, em algumas situações, ele fica bem alegre e pode fazer muita baderna do lado de quem adora. Sempre que o seu dono se afasta, ele julga que tem a obrigação de proteger as suas dependências, por causa disso ele é ainda por cima um formidável cachorro de proteção, inibindo qualquer desconhecido e alarmando toda vez que for preciso.
Ocupa, recentemente, a centésima décima terceira colocação em um ranking com relação aos melhores cães com o intuito de se amestrar. Mas não fique surpreso: apesar de sua posição, ele é bastante fácil de instruir. Esse cão é capaz de aprender uma nova ordem pela reinteração, isto é, dê comandos a ele de forma incisiva e ele captará o que está sendo definido. Em determinados casos, mais especificadamente trinta e três por cento, ele compreende um comando de primeira.

Vantagens em se ter um São Bernardo

Este é um extraordinário cão de proteção longe da presença do dono, na ocasião em que sente-se sozinho, ele tem a tendência de estar sempre alerta. É, além de tudo, um cachorro de resgate que irá estar atento a acontecimentos, seja doméstico ou em um passeio, por exemplo.
O São Bernardo é um cão que ama um cafuné, consequentemente, caso você esteja sozinho, ele será uma magnífica companhia, entretanto, ainda que sua casa seja abarrotada de pessoas, ele também será um impecável cachorro doméstico que vai alegrar todo mundo na casa, principalmente a criançada! Além de tudo, ele é extremamente dedicado a família e vai estar a todo o tempo com ânimo para agradar a todos.
Mesmo que ele se adapte com bastante facilidade em pequenos espaços, o recomendado é que ele tenha uma quantidade considerável de espaço para aproveitar, sendo indispensável que você leve seu São Bernardo para passear até 4 vezes por semana.

Pontos fracos do São Bernardo

Por causa do seu porte físico, o São Bernardo possui certos problemas característicos de saúde os quais você precisa estar sempre atento! Entre eles está a displasia coxofemural, um enorme problema que se destaca pela má formação do encaixamento da cabeça do fêmur com a bacia. A fim de evitar todo tipo de complicação, leve o seu cão ao médico-veterinário continuamente, também, quando cachorrinho para fazer exames de prevenção.
Um tumor ósseo poderá ser mais um transtorno que seu São Bernardo pode manifestar, muito facilmente, posteriormente aos 5 anos. Caso seu cão se mostre com algum tipo de dor e inativo, é indício de que a disfunção se encontra em estado adiantado.
Este cachorro não se adapta bem em países de temperatura quente, pois eles podem desenvolver piodermatite – uma infecção que acontece devido ao exagero de umidade. É ideal que banhos sejam restritos a um por mês, e conservar o cachorro sempre seco, evitando deixá-los tomar chuva.
Torção gástrica também é um enorme problema que atinge esse cão, com o intuito de evitar é ideal que você pesquise um médico-veterinário para saber a quantidade preferível de ração com o objetivo de oferecer a este cão.
A epilepsia é um problema muito comum nessa raça – que não possui cura e ocasiona convulsões que são capazes de ser controlados com medicamentos. O aconselhado é não procriar cachorros que sejam prejudicados com este distúrbio.

Como tomar conta de um São Bernardo

Esse cachorro precisa de exercícios todos os dias para evitar problemas originados da obesidade. Todavia, não é uma atividade fácil: essa raça cansa com naturalidade, por causa do seu físico gigante, que o faz andar lentamente, ou seja, essa atividade vai gastar um tempo além da conta.
Essa espécie se habitua bem em um ambiente familiar, convivendo gentilmente com todos na casa, mas exigem um amplo espaço na casa.
Em relação a nutrição, fique esperto: esse cachorro possui um elevado custo para a preservação de suas refeições. Oferte a melhor ração possível para prevenir problemas usuais à raça e veja um médico-veterinário para saber qual a quantia ideal a fim de que seu cão não fique obeso.
O São Bernardo costuma babar bastante e determinados cuidados devem ser ponderados para preservar a higiene de sua residência.
É fundamental pentear o pelo deste cão diariamente e mantê-lo limpo, focalizando principalmente na boca e olhos, no sentido de evitar problemas de nós e por consequência disso aglomerados de impurezas de pele.

Filhotes de São Bernardo

filhote-sao-bernardo Os filhotes do São Bernardo tem necessidade de um auxílio veterinário rigoroso por causa do seu desenvolvimento acelerado. Este acompanhamento é considerável já que os ossos e a musculatura necessitam de proteínas e cálcio apropriados com a finalidade de evitar adversidades surgidas de uma alimentação de baixa qualidade, assim como a descalcificação e o surgimento da displasia. Contudo jamais procure executar esta suplementação por sua própria decisão! O veterinário é o profissional mais recomendado para orientá-lo nesta questão. Apenas ele vai entender o que seu bicho precisa, indicando a marca mais recomendada e a porção certa.
Outra questão muito primordial é instruir os comportamentos apropriados ao São Bernardo desde muito novo, estabelecendo limites e censurando o hábito errado de seu filhotinho, com o objetivo de que assim ele se torne um animal de estimação menos problemático no futuro.
Quando for adquirir um pequeno filhote, existem alguns requisitos essenciais que você deve estar atento: Escolha os mais resistentes, os maiores, que tenham uma cabeça significativa, uma cor escura no seu focinho e que tenham uma fantástica função motora também.

São Bernardo – Principais Informações
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta